12 de julho de 2017

Literatura - Escritor - Diplomata - Filósofo - Político - Rui Barbosa


Rui Barbosa foi um intelectual, político, advogado, jornalista, diplomata, orador e escritor brasileiro.

Uma das mais importantes figuras na história do Brasil, participou da fundação da Academia Brasileira de Letras (ABL), do qual foi presidente, após a morte de Machado de Assis.

Defensor da liberdade, ao lado de Joaquim Nabuco, um dos mais importantes abolicionistas, Rui atuou na Campanha Abolicionista em prol da libertação dos escravos. Além disso, propôs uma reforma eleitoral e no ensino.

Biografia

Filho de João José Barbosa de Oliveira e de Maria Adélia Barbosa de Almeida, Rui Barbosa de Oliveira nasceu em Salvador, dia 5 de novembro de 1849.

Cursou os estudos primários e secundários em sua cidade natal. Ingressou no curso de Direito do Recife, mudando-se para a capital paulista, onde terminou seus estudos na Faculdade de Direito de São Paulo, em 1870.

Por conseguinte, foi morar no Rio de Janeiro, onde exerceu a profissão de advogado e jornalista.

Teve grande atuação política ocupando diversos cargos: Deputado da Província da Bahia (1878), duas vezes Deputado Geral (1878 a 1884), e cinco vezes eleito Senador (1890-1921).

Ademais, foi Ministro da Fazenda no Governo de Deodoro da Fonseca, e ainda, disputou o cargo na Presidência da República em duas ocasiões (1910, contra Hermes da Fonseca, e 1919, contra Epitácio Pessoa), sendo derrotado em ambas.

Destarte, quando concorreu o cargo ao lado de Hermes da Fonseca, Rui Barbosa lançou sua Campanha Presidencial (1910) denominada “Campanha Civilista”, a qual se propagou por todo o território nacional.

Na campanha, ele propôs a ordem civil bem como uma política mais efetiva para o país, demostrando assim, propriedade e solidez em seus discursos.

Nas palavras do intelectual: “O civilismo é um princípio, é uma doutrina, é uma aspiração moral, é uma antecipação do futuro, é uma clareza do espírito de Deus aberta neste inferno, é alguma coisa que nos fala do bem, da honra e da justiça!”

Rui Barbosa permaneceu exilado na Argentina, Lisboa, Paris e Londres, posto que estava envolvido na Revolução da Armada (1893).

Ficou conhecido como “Águia de Haia” uma vez que destacou-se na participação da “Segunda Conferência Internacional da Paz de Haia”, ocorrida em 1907, nos Países Baixos, em que defendeu a igualdade entre as nações.

Mais tarde, foi nomeado Juiz da Corte Internacional de Haia e, ao lado de outros intelectuais, foi indicado como um dos “sete sábios de Haia”.

Após o evento, Rui declara:

“Vi todas as nações do mundo reunidas, e aprendi a não me envergonhar da minha. Medindo de perto os grandes e os fortes, achei-os menores e mais fracos do que a justiça e o direito.”

Faleceu em Petrópolis, dia 1º de março de 1923, aos 73 anos.



maria tereza cichelli

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...