8 de julho de 2017

Literatura - Escritor - Romancista - João Ubaldo Ribeiro


Biografia de João Ubaldo Ribeiro

João Ubaldo Ribeiro (1941-2014) foi romancista, cronista, jornalista, tradutor e professor brasileiro. Membro da Academia Brasileira de Letras ocupou a cadeira nº 34. Em 2008 recebeu o Prêmio Camões. Foi um grande disseminador da cultura brasileira, sobretudo a baiana. Entre suas obras que fizeram grande sucesso encontram-se "Sargento Getúlio", "Viva o Povo Brasileiro" e "O Sorriso do Lagarto".

João Ubaldo Ribeiro (1941-2014) nasceu na ilha de Itaparica, na Bahia, no dia 23 de janeiro de 1941, na casa de seus avós. Filho dos advogados Manuel Ribeiro e de Maria Filipa Osório Pimentel. Foi criado até os 11 anos em Sergipe, onde seu pai trabalhava como professor e político. Fez seus primeiros estudos em Aracaju, no Instituto Ipiranga. Em 1951 ingressou no Colégio Estadual Atheneu Sergipense. Em 1955 mudou-se para Salvador, e ingressou no Colégio da Bahia. Estudou francês e latim.

Sua formação literária começou ainda nos seus primeiros anos de estudante. Foi jornalista ao lado do amigo Glauber Rocha. Foi um dos jovens escritores a participar do Interational Writing Program da Universidade de Iowa. Formou-se em Direito na Universidade Federal da Bahia em 1962, mas nunca advogou. Em 1963 pulicou seu primeiro romance, “Setembro Não Tem Sentido”. Fez pós-graduação em Administração Pública na mesma universidade. Recebeu uma bolsa de estudos para cursar o mestrado em Administração Pública, na Universidade da Califórnia, Estados Unidos.

De volta ao Brasil, João Ubaldo lecionou Ciência Política na Universidade Federal da Bahia, durante seis anos. Em 1969 casa-se com a historiadora Mônica Maria Rotes, com quem teve duas filhas. Separado, em 1980, casa-se com a fisioterapeuta Berenice de Carvalho Botelho, com quem teve um casal de filhos.

Sua segunda obra "Sargento Getúlio" (1971), lhe rendeu o Prêmio Jabuti de Revelação, em 1972. A obra narra a saga de Getúlio Santos Bezerra, sargento da PM que busca a proteção de um político após matar a própria mulher. A obra chegou aos cinemas nos anos 80, protagonizada pelo ator Lima Duarte. Em 1984, ganhou o Prêmio Jabuti com o romance, "Viva o Povo Brasileiro" (1984). O livro, recheado de humor, recria quase quatro séculos da história do país, incluindo episódios marcantes, como a Guerra do Paraguai e a Revolta dos Canudos. A obra foi traduzida para o inglês, pelo próprio autor, ganhando versões em vários outros idiomas.

João Ubaldo deixou uma obra mítica e cotidiana, na qual discutia aspectos sociais e políticos, ligados às raízes do Nordeste. Entre seus maiores sucessos estão: "O Sorriso do Lagarto" (1989) que aborda temas como a ambição humana, o amor e as ameaças do mundo moderno, numa história cheia de traições e mistérios. A obra foi adaptada para minissérie da TV Globo nos anos 1990, Outros campeões de vendas foram: “A Casa dos Budas Ditosos” (1999) e “O Albatroz Azul” (2009), onde conta a história de Tertuliano, herdeiro de um proprietário de terras que teve filhos com duas irmãs. Para não perder a herança, o patriarca precisa se casar com uma delas.

Em 1993, João Ubaldo Ribeiro foi eleito para a Academia Brasileira de Letras, para a cadeira nº 34. Em 2008, recebeu em vida o Prêmio Camões, maior honraria da literatura em língua portuguesa.

João Ubaldo Ribeiro faleceu no Rio de Janeiro, no dia 18 de julho de 2014.

Publicado em 1 de ago de 2013 

Um visão que certamente levará os cidadãos que virem este vídeo até o fim a uma oportunidade de conscientização sobre as razões de muitos problemas que agora levam pessoas para as ruas, mas... ... para conseguir fazer um Brasil melhor é necessário que os brasileiros melhorem em seus princípios e na sua educação. Veja até o final e tire suas próprias conclusões.



 maria tereza cichelli
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...